segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

É uma dor intensa. Uma dor que chega até a sufocar. As lágrimas rolam pelo rosto sem que se perceba. a cabeça dói, os ouvidos não param de zumbir. E sente-se no coração um triste sentimento de perda e desconsolo. Não se pode imaginar quanta dor uma pessoa sensível precisa suportar por ter cometido um ato tão impensado. Uma dor destruidora. Uma dor inconformada. Um peso enorme na consciência para se carregar pelo resto da vida. Isso é o que se sente quando se faz algua coisa que prejudica um ente querido. Sente-se culpado para o resto de sua vida. Quando você se desfaz de alguém que era tão inocente, que o amava incondicionalmente, que sabia que você era tudo o que ele tinha. O que fazer agora? Como me livrar dessa dor sem saber o que está acontecendo com uma parte da minha vida? Uma parte da minha vida que desloquei do restante que sobrou. Uma parte da minha vida!!!! Vou carregar para sempre esse fardo pesado da culpa? Não sou inocente nesse jogo cruel! Sou a principal vilã, a única culpada! Sou um ser asqueroso, um ser que só pensa em si mesmo! Que horrível! Eu me tornei aquilo que sempre critiquei: egoísta ao extremo! Eu não sei até quando poderei conviver com essa dor! não sei mesmo...