quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Intrusa

Cansei de me sentir uma intrusa na vida das pessoas. Percebo que a lógica contemporânea é a busca incansável por mercadorias, por marcas, por aquisições simbólicas, pela busca da beleza física... As virtudes morais já não importam mais. A inteligência, a garra, a força de vontade não são mais consideradas como qualidades do ser humano. Eu cansei de tentar convencer as pessoas a pensar, a dialogar a questionar. Todas as minhas tentativas foram infrutíferas. Reconheço que sempre me infiltrei em meios os quais era considerada uma "estrangeira", uma "penetra", um "bicão" na festa alheia... Sinto que eu não faço parte, sinto-me uma aberração da natureza, uma esquizitóide. Eu constantemente me pergunto " que diabos estou fazendo aqui?". Sei que esse não é o meu lugar. As mentalidades são tão diferentes da minha. Eu não faço parte da família. Não sou milhonária, não sou famosa. As pessoas me aturam por não ter opção.. Então eu digo CHEGA! Eu não suporto mais me sentir assim; não suporto mais estar no meio e não pertencer... Já ouvi até me dizerem (nacara dura) "você não é da família"!!!! até isso eu ouvi em silêncio e não soube me defender... E quem olha de fora não sabe o que acontece na verdade. você não é aceito em um determinado lugar porque as pessoas acham que são melhores que você e pensam que podem te tratar como se você fosse um empregado deles, que aturar você no mesmo ambiente é como aturar um escravo (considerado inferior por esse tipo de mentalidade) no meio da nobreza. É como se estivessem fazendo um imenso favor em deixá-lo participar da festa dos ricos e famosos, você que é pobre e não tem sangue azul. Um dia ouvi alguém dizer para mim, de forma subiminar, que eu tniha que abaixar a cabeça para eles porque eles são melhores do que eu. Ouvi um dia me dizerem que a faculdade meia-boca em que um deles estudou é melhor que a que eu estudo (olha que eu estdo na USP!!!!)... Ouço frequentemente dizerem que o meu filho não se importa comigo, que ele não perguta de mim (isso é o mesmo que ouvir seu filho não gosta de vc!!!) Fico sabendo de fofocas e mais fofocas que fazem de mim pelas minhas costas. As pessoas sorriem e dizem "gostamos de vc" quando na verdade estão praticando todo o tipo de "vileza" possível. Mas o pior de tudo é que pensam que eu devo agradece-lhes! agradecer o que? às baixezas e às falsidades???? Claro que as defesas deles são muito mais fortes que a minha, pois "eu sou só e eles são todos" (essa frase do Dostoievski é minha fvorita). Então agora eu cansei! Quero distância dessa gente que olha para você por cima e acham qe você está por baixo de tudo, que você é o ser humano mais desprezível de todos! Eu até chego a entender, de certa forma, a forma que pnsam. Sei que no fundo eles não pensam, mas já foram pensados a muito tempo Chega de ser por todos humilhada e por todos ofendida! No meio do pântano ou no asfalto sujo ainda se pode ver uma flor nascer: "É feia. Mas é uma flor. Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio."