quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Mais um ensaio do meu grande amigo Kleber Kappodanno

Apesar de toda calamidade, barbarie, injustiças sociais, ainda acho que a humanidade pode estar caminhando para um futuro multicultural. Se olharmos para o passado veremos que o homem ainda era mais bárbaro, as lutas sem sentido no Coliseu, os grandes lideres; Nero , Alexandre, Galígula, Gengis Khan, Leopondo 2 , Joseph Stalin, Kublai Khan , Adolfo Hitler, Imperatriz Cixi ... as eternas batalhas de Gregos e Troianos, Persas, Espartanos e Xerxes e por ai a fora. O homem parece estar tomando consciência, com tais atos e despertando do pecado da inadvertência, de não esta alerta com sigo mesmo e com o mundo ao seu redor. Pode existir um nivel de sabedoria, para além dos conflitos entre verdade e ilusão, que poderá irmanar as pessoas. A ciência esta ajudando muito para isto. A vontade de preservar o planeta, a corrida ao espaço, tirando esta ideia de geocêntrismo e transformando em heliocêntrismo. O centro se localiza onde esta a visão, se você se postar no planalto tera uma vasta visão da expansão do horizonte e isto pode abrir portas para uma percepção mais aguçada. Esta ida ao espaço com a ajuda da tecnologia acho que estão ajudando para isto. A nossa existência no planeta terra é como centésimo de segundos comparado com toda a idade do planeta, ainda estamos aprendendo, lutando com nós mesmo o tempo todo, e com os outros ao redor. A religião, os governantes e algumas pessoas cometem erros de literatura, lendo a vida como uma prosa, eu acho que ela é uma poesia e tem que ser lida como poesia. Este mistério tem sido reduzido a uma série de conceitos e idéias, tudo bem, mas enfatizá - los pode provocar um curto circuito naquilo que transcende os limites de pensamentos. As vezes me parece que as portas do coração das pessoas estão obstruidas devido ao seus egos. O ego é aquilo que você deseja acreditar, o que você acha que pode enfrentar, aquilo que se julga ligado ou deseja amar. E tem que tomar cuidado porque tudo isto pode ser muito pequeno, neste caso o seu ego te manterá lá embaixo, e se prestar ouvido a opinião das pessoas te ditando regras, poderá afundar ainda mais e ficar preso em uma caverna do Dragão. Teremos então que lutar com nossos dragões, dos medos, desejos fisícos aquilo que espiritualmente ámpara o corpo, o homem esta aprendendo expressar a sua profunda vida na esfera temporal. O que temos que fazer é encontrar o que melhor favoreça o florescimento da nossa humanidade, no planeta e dedicar-se a isto.