domingo, 10 de fevereiro de 2008

Eu concluí a poucos dias que o melhor remédio para a dor existencial é ser auto-suficiente. Isso já ensinava Aristóteles tanto tempo atrás. Li Schopenhauer e entendi um pouco o que ele disse, mas só foi através da experiência que descobri. Quando eu me CANSEI das pessoas, de todas elas, quando eu cortei definitivamente todos os laços que eu tinha com os outros, quando eu decidi viver a minha vida sem precisar de ninguém é que eu percebi o quão importante é ter um coração duro, um coração valente, um coração que aguenta ser queimado e espetado por todos os lados. Ter no peito um coração forte que nunca desiste. Percebi o quão importante é não precisar de absolutamente ninguém, pois todas as pessoas só pensam em si mesmas e não dão a mínima para você. Elas não querem nem saber se você está vivo ou está morto!!!! Sim, vou levantar a bandeira da auto-suficiência para sempre. Vou morrer sabendo que eu sou a única pessoa capaz de me ajudar sempre que eu precisar. Eu sempre estarei lá, nos momentos alegres e nos momentos mais difíceis. Eu só posso contar com a pessoa que mais me ama: Eu! Não quero ninguém chorando no meu leito de morte. Não quero ninguém me visitando no hospital se um dia eu ficar doente. Eu queria que as pessoas me ajudassem a viver e não a morrer. Então quem não esteve ao meu lado na vida deve se afastar de mim na morte.