terça-feira, 22 de julho de 2008

Pessoalmente não tenho nada contra os cemitérios, passeio neles com prazer, com mais prazer do que em outros lugares, talvez, quando sou obrigado a sair. O cheiro dos cadávers que sinto nitidamente sob o cheiro da relva e do humo, não me desagrada. Talvez um pouco doce de mais, um pouco estonteante, mas como é preferível ao dos vivos, das axilas, dos pés, das bundas, dos prepúcios cerosos e dos óvulos desapontados.
Samuel Beckett in Primeiro Amor