terça-feira, 25 de novembro de 2008

Não se conhece alguém pelo olhar e nem pelo sorriso. Não se desvenda uma personalidade no primeiro encontro, na primeira impressão. Não se iluda com as palavras que proferem da boca de um desconhecido - elas podem estar cheias de intenções impuras. Nunca pense que você conhece alguém o suficiente, cedo ou tarde, você pode se decepcionar! Não acredite em promessas vagas, não acredite em palavras vãs. Saiba ouvir e ouça muito antes de começar a analisar. Nunca pense que alguém seja incapaz de ferir ou de fazer outro feliz, um dia, as cartas do baralho se movem e o jogo, em consequência, vira. E o mais importante - nunca julgue, pois os critérios de uma pessoa podem ser completamente diferentes dos seus. A forma de enxergar o mundo de alguém nunca será a forma como você enxerga. Para analisar os outros, tenha sempre como parâmetro você mesmo.