terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Doença da alma




Algumas pessoas sofrem com câncer, outras têm úlceras ou são cegas... E algumas pessoas sofrem de um mal que não tem nome. Não é esquizofrenia. Não é loucura nem demência. Não é diagnosticável, mas é uma doença terrível. Essas pessoas abordam no meio da noite com ânsia e tremedeiras, suando frio, com o coração palpitando. Essas pessoas correm ao pronto socorro na expectativa de serem diagnosticadas, de conhecer um nome, qualquer nome para essa súbita crise, no final das contas o médico simplesmente lhe olha bem na cara e diz? isso não é nada. Como nada? e isso tudo que estou sentindo? o médico rebate: sua pressão está normal, sua glicemia também isso isso e aquilo estão ok. E agora? Então essas pessoas decidem fazer exames mais profundos, como uma ressonância magnética, acreditando piamente em um simples nome de doença que irão tratar. Você não tem nada, diz o médico com um sorriso sádico. Essas pessoas então desistem de procurar respostas e se conformam com rótulos como stress ou síndrome do pânico. Fácil. O difícil é que aqueles que estão de fora aceitem esses dois problemas como uma doença. todos dizem que é "frescura" ou que "você deve pegar mais leve". Não! Não é bem assim! Eu não escolhi ter nada disso, minha alma foi acometida por essa doença terrível, somente aqueles que sentem o mesmo sabem do que falo... O resto jamais poderá imaginar o que é sofrer dia e noite, sem hora marcada, com essas crises horríveis e implacáveis.