segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Sinto-me completamente vazia



Como é bom estar em férias! Sinto-me completamente vazia, sem stress, sem crises de pânico, sem depressão... e agora consigo entender como os seres humanos são cruéis consigo mesmos e com seus semelhantes... Tanta disputa, tanta arrogância, tanta competição, tanta tanta tanta!!!! Minha mãe diz para eu me colocar diante do mundo com indiferença. Mas não dá, já cansei de repetir que não sou monge budista! Oras! Minha mente está vazia, tenho dormido até as 11 e a tarde descanso e a noite vejo Luciana Gimenez. Não quero nem saber de ler um livro, chega de ser envenenada com idéias que me perturbarão a cabeça! Pelo menos com a Luciana Gimenez eu aprendo a ser mais vazia ainda!!!! Mais mundana... (desculpem-me os intelectuais, mas acabei de terminar um mestrado de 3 anos de privações, agora deixem-me ler revista Caras, por favor!).Tenho aplicado teorias de Jameson sobre o pós-modernismo, e ele tem realmente razão... que mundo fragmentado é esse Jesus? Que mundo despolitizado e indiferente? Por que só eu devo relutar contra tudo e contra todos? Ta bem, continuo sendo esse ser estranho de idéias incomuns... não dá para mudar assim tão rápido, mas não vejo a hora de me aposentar e poder dormir muito... Se não podes morres, durma! Não posso, não devo e tenho medo. Resolvi dar uma chance para esse mundo e não vou morrer tão cedo não. Existem coisas boas, claro que existem, dormir é uma das melhores... outra coisa boa é ficar sem fazer nada e nem escrever nada! como é bom! Ao escrever, inevitavelmente a gente traz à tona sentimentos que deveriam estar bem trancadinhos ou nem mesmo existir... enfim, resolvi postar essa droga aqui hoje só para quebrar um pouco a minha rotina da tarde nesses últimos dias...