sexta-feira, 14 de maio de 2010

Auto-retrato

Essa foto foi tirada em uma festa de dia das bruxas, ano passado, aqui em minha casa. Esta sou eu, a "Bela Adormecida" à espera de um beijo. Não o beijo de um príncipe encantado, mas um beijo da vida, um beijo que me desperte para aprender a gostar de viver. Eu me sinto morta, mas minha carne insiste em não apodrecer. Uma sensação estranha, confusa... Pulsão de morte? Acho que não, é falta de pulsão, de pulsação, falta de ânima, alma. Um corpo perambulante, um zumbi disfarçado de gente, essa sou eu. Queria poder abrir os olhos e enxergar a beleza das coisas, mas tudo para mim é vazio de sentido, a existência é um tormento. O medo e a angústia me consomem a cada dia. Ao olhar a minha própria imagem nesta foto, pensei em quais possibilidades de despertar essa luz de vida que todos têm... seria eu uma criatura não humana?