quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Estou de volta!


Olá queridos amigos, leitores e críticos, estou retomando minhas atividades cibernéticas! Gosto muito de escrever, mas nesses últimos dias não pude retornar aqui, pois estou empenhada em alguns projetos pessoais. Enfim, voltei para reafirmar minha posição niilista, minha desilusão com o nosso sistema político, com a ordem das coisas, com a falta de um mínimo de sensibilidade que as pessoas têm para com os sentimentos e ideias alheias. Não fico triste mais, apenas confirmo as minhas convicções. Continuo desempregada, apenas alguns trabalhos free lance para manter um mínimo possível de vida. Aprendi que no mundo não há lugar para mim, sou sincera demais e acabo botado os pés pelas mãos. Não há lugar para os fracos, e os fortes continuam suas disputas pelo poder e glória. O que penso eu do mundo? Tudo em vão! Para que desgastar o pouco de energia vital que me resta disputando com pessoas completamente sem escrúpulos?

As grandes massas apreciam o "show" de horrores, apreciam tudo aquilo que mais tripudio. O espetáculo não está apenas na televisão, ele está ao nosso redor, nas nossas pequenas e grandes vivências. Por que devemos obedecer a essa ordem maior? por que não há revolução? Simplesmente porque não somos suficientemente burros para dar murros em ponta de faca. Sabemos que não temos força para derrubar os paradigmas estabelecidos, então estamos no subsolo de tudo isso, essa é o meu lugar e o lugar dos niilistas! Nunca preguei nada, apenas deixo a minha opinião, o que penso e o que vejo registrados aqui no blog, que é um espaço livre, onde cada um pode concordar ou discordar. Não quero impor verdades e nem convencer ninguém, mesmo porque meu amigos não são um bando de idiotas que seguem alguém, são pessoas que pensam como eu. E por vocês voltarei com toda a força! esculpem decepcionar aqueles que querem meu suicídio, mas não darei esse espetáculo! Como mulher e humana, demasiadamente humana, tenho pessoas queridas que me amam e que me entendem, e por elas viverei!