quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Auto-engano

Todos nós, sem sombra de dúvidas estamos propensos a nos auto enganar. Seja através de crenças, de padrões pré-estabelecidos ou qualquer outro mecanismo. E o mais terrível problema do auto-engano é o julgamento que fazemos dos outros por não agirem como agimos, não pensarem como pensamos.

Quem julga tem a certeza errônea de que é dono da verdade e jamais aceita outras possibilidades de enxergar os seus semelhantes. Esse tipo de paradigma sempre me fez afastar dos outros, pois sou uma criatura extremamente diferente, estranha, bizarra ou o que quiserem pensar. Devido ao meu ateísmo, ao meu niilismo, ironia, humor negro e palavras até violentas para defender meus ideais, tudo isso me transformou em um ser estranho. Posso estar equivocada em quase tudo que penso, falo ou escrevo, mas como sempre afirmei e sempre irei afirmar, não são escolhas aleatórias, são uma construção que meus anos de vida me ensinaram.

abraços