quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Valores invertidos

Bem, andei pensando ultimamente nessa onda de feminismo que está à solta em nossa sociedade. Eu vi pela televisão e pela internet a tal marcha das vadias. não entendi o que é e nem pretendo entender, pois uma marcha "feminista" com um nome desses e com mulheres mostrando os seios, para mim, não passa de uma falácia. Honestamente, não sou feminista, nem machista. Eu apenas tenho conhecimentos teóricos sobre evolução, sobre ideologias sociais, um pouquinho de biologia, e vejo essa questão da diferença entre homens e mulheres de um outro ângulo, mas não irei me aprofundar aqui, pois viraria um ensaio acadêmico e não um post de blog.

Vi hoje uma pessoa escrever um trecho da música da madonna, onde ela diz que meninos não se vestem como meninas porque as acham desprezíveis (ou algo assim). Sinceramente, eu não gostaria de ter barba, não gostaria de ter que raspar o meu rosto todas as manhãs antes de trabalhar. Se hoje as mulheres usam calças, algo que há alguns anos era uma vestimenta exclusivamente masculina, é porque a mão de obra feminina inserida no mercado de trabalho atual fez com que as calças masculinas fossem vistas de uma outra forma, muito mais práticas que corselet e um monte de panos. E homens de saia? seria no mínimo muito desconfortável, pois homens têm uma anatomia diferente. Definitivamente nós não somos iguais, e isso me deixa feliz... se no mundo só houvesse mulheres, eu estaria perdida! O movimento feminista foi muito bom até a metade do século passado. A partir dos anos 80 a coisa começou a se tornar muito mais séria. Agradeçam à Madonna pela reificação do corpo feminino... Sei que esse post pode gerar polêmica, mas não posso deixar de expressar o que penso, e como disse, com algum embasamento científico.

Abraços Fraternos.